O que é Coaching?

O coaching ainda é um tema desconhecido para a maioria dos brasileiros. Afinal, o que é o coaching? Qual a sua serventia? Ouço falar que é para melhorar resultados e ajudar a alcançar objetivos, mas será restrito apenas ao universo profissional ou pode usar na vida pessoal? Algumas pessoas falam que coaching serve apenas para líderes e indivíduos com alto poder aquisitivo, é verdade?

Esse e-book visa responder a estas perguntas e desconstruir conceitos do senso comum, desmistificando paradigmas impostos por não coaches.

Vamos iniciar conceituando o Coaching:

Coaching é um processo de assessoria pessoal e/ou profissional para um indivíduo, times corporativos ou empresa, que visa maximizar os pontos positivos, por meio de metodologias, ferramentas e técnicas cientificamente validadas, aplicadas por um profissional habilitado, o coach, em parceria com o cliente, o coachee.

Entendendo as palavras-chaves presentes no conceito:

Processo: é um conjunto sequencial de procedimentos e ações que visam atingir uma meta ou objetivo. Logo, entendemos que todo processo de coaching necessita ter um objetivo, para ser alcançado, e que, para alcança-lo necessita seguir um conjunto de procedimentos metodológicos com ações efetivas. O processo também tem tempo determinado, com três fases imprescindíveis: início, meio e fim.

Assessoria: anda ao lado do cliente, nunca direcionando-o por algum caminho específico, pois este processo promove o auto-desenvolvimento do cliente, ele mesmo é responsável por suas mudanças e, portanto, conhece seus caminhos.

Pessoal e/ou Profissional: o coaching pode atender diversos objetivos, sejam ligados à vida pessoal, tais como: construir uma casa, qualidade de vida, relacionamentos, controle emocional etc. Já na vida profissional podemos trabalhar aspectos direcionados à maximização das competências, tais como: liderança, dar e receber feedback, delegação de tarefas, foco em resultados, administração do stress, entre outras.

Coaching para indivíduo: esta modalidade implica em atendimentos individualizados, podendo ser para atendimento de objetivos pessoais (Life Coaching) ou profissionais (Executive Coaching).

Coaching para Times Corporativos: neste formato é trabalhado a dinâmica relacional de um grupo, muito natural para alcançar objetivos empresariais, por exemplo, melhorar a comunicação entre departamentos ou formação de equipe de trabalho para alinhamento de objetivos do grupo.

Coaching para Empresa: aqui o cliente é a organização, são considerados, portanto, os números corporativos, apresentados por um porta-voz (empresário, diretor, líder etc.). Alguns objetivos trabalhados neste processo: fortalecimento de marca, aumento de faturamento, redução de custos globais etc.

Metodologia: Todas as ferramentas utilizadas no processo de coaching são cientificamente validadas, o que garante a credibilidade de trabalho com a metodologia. Testes são realizados constantemente, em Países distintos, considerando diversos fatores: cultura, faixa etária, idioma, mercado etc.

Habilitação do Coach: o processo de coaching só pode ser aplicado exclusivamente por um profissional habilitado, que fez uma formação em coaching. Portanto, antes de iniciar qualquer processo de coaching, busque conhecer a formação deste profissional, visando minimizar os possíveis danos, por falta de habilidade/competência em sua aplicação.

Parceria: para que seja caracterizada uma parceria, é necessário que tenha dois ou mais indivíduos, que ajam mutualmente em prol de um objetivo em comum. Estes dois lados aqui são representados pelo Coach, profissional habilitado, e o Coachee, o cliente do processo. Nesta parceria, o Coach entra com as habilidades e conhecimentos do assunto, o sigilo e não julgamento, e suporte no desenvolvimento do cliente. Já o Coachee entra com a responsabilidade pela mudança e comprometimento com as ações necessárias para se alcançar o objetivo.

Benefícios com o Coaching:

O coaching direcionado para o alcance de objetivos de vida pessoal, promove mudanças e ganhos diversos, tais como:

  • Promove o auto-desenvolvimento;
  • Melhora a comunicação;
  • Amplia a visão de mundo;
  • Quebra crenças e paradigmas limitantes;
  • Auxilia no controle emocional;
  • Melhora os níveis de stress;
  • Promove o auto-conhecimento;
  • Melhora relacionamentos;
  • Estimula o capital intelectual;
  • Promove melhoria na organização e aumento de performance.

Benefícios na Vida Profissional:

Uma pesquisa encomendada pela Associação Americana de Gestão ao Instituto de Produtividade Corporativa investigou a prática do coaching em um universo composto por empresas dos Estados Unidos, Europa e Oriente Médio. A pesquisa concluiu que o coaching está diretamente relacionado ao aumento de desempenho. Dos executivos entrevistados:

  • 71% melhoraram suas relações profissionais com os supervisores imediatos;
  • 67% aprimoraram suas equipes;
  • 63% melhoraram as relações profissionais com os colegas;
  • 61% passaram a sentir mais satisfação com o trabalho.

Além dos benefícios citados acima, o coaching no ambiente empresarial pode proporcionar:

  • Maior satisfação com o trabalho;
  • Aumento nos resultados financeiros;
  • Redução de conflitos;
  • Mais foco e resultados para o executivo e para o líder;
  • Mais competitividade e menos tunover para a empresa;
  • Maior desenvolvimento de competências individuais.

Conforme estudo publicado no Public Personnel Management Journal, os profissionais que participam de treinamentos gerenciais aumentam em 22,4% sua produtividade. Já os que passam por um processo de coaching, após esse mesmo treinamento, aumentam sua produtividade em 88%;

Segundo o jornal Executive Channel, mais de 40% dos executivos dos EUA já passaram pelo processo de coaching. O método é tão difundido no país que, em muitas empresas, o serviço de coaching é oferecido como benefício do cargo;

Só nos Estados Unidos, mais de 40.000 executivos possuem coaches, conforme dados da Revista Fortune;

Dados publicados pela Bristol University, apontam que 88% das organizações no Reino Unido utilizam coaching;

Só nos Estados Unidos, o coaching movimenta 2,4 bilhões de dólares, e este número só tende a aumentar nos próximos anos, segundo pesquisas.

O que não é Coaching:

Muitas pessoas por desconhecerem o real significado do coaching e suas abordagens, ainda confundindo com outras áreas distintas de atuação, tais como:

Consultoria: Na consultoria o profissional faz as intervenções diretivas com o cliente, indicando quais as melhores alternativas para busca de sua solução. Portanto, o consultor precisa ser um especialista na área do objetivo do cliente e é justamente a expertise do consultor que ajudará o cliente a tomar as decisões mais assertivas.

Mentoring: Na mentoria, o mentor através de um processo educativo, vai ensinando o cliente, o mentorado, a se desenvolver. O mentor precisa ter a experiência na área do objetivo do cliente, para indicar quais as melhores ações a serem feitas. Dentro de uma empresa, por exemplo, o mentor pode treinar o seu mentorado no processo sucessivo de cargo.

Psicoterapia: em diversas abordagens da psicologia, é avaliada a vida pregressa do indivíduo, para identificação da possível causa que levou o indivíduo para a terapia. Já no coaching, apenas é buscado compreender o momento presente do cliente, com suas fortalezas e fraquezas, para entender seu potencial para alcançar os objetivos de seu futuro. O coach também não está habilitado a atender pessoas disfuncionais, que tenham comprometimento neurológico ou ainda pessoas que estejam em processo de drogadição.

Aconselhamento: no processo de coaching, por mais que achemos, enquanto coaches, que sabemos a melhor alternativa para o nosso cliente, por já ter vivenciado algo semelhante, ou ainda por ter a formação na área do objetivo do nosso cliente, não podemos aconselhar ou até indicar o que o coachee deve fazer, pois ele vai gradativamente vai se permitindo entrar no processo de auto-desenvolvimento, se responsabilizando pela mudança e se comprometendo em ser uma nova pessoa.

Treinamentos / Formação em Coaching

Os treinamentos em coaching é uma crescente nos dias atuais. Mas, para os aspirantes, sempre surge a dúvida: não tenho certeza se quero ser um coach profissional, portanto, não sei se serve para mim.

Os treinamentos de coaching atende a três públicos distintos:

Coaching para Maximizar resultados de vida pessoal e profissional: Sua formação em coaching lhe garantirá melhores práticas de trabalho, promovendo auto-conhecimento e, portanto, evidenciando suas competências e elevando sua performance, além de lhe proporcionar inúmeros benefícios pessoais;

Coaching como carreira em meio período: O coaching tem grande flexibilidade, por poder trabalhar em casa, atendendo via Skype, por exemplo, sem necessidade de escritório e carga horária elevada. Você pode conciliar seus horários livres com práticas de coaching e absorver o melhor do mercado, aumentando sua renda;

Coaching como carreira em tempo integral: Você pode ingressar numa carreira repleta de possibilidades. Segundo a Start-Magazine, o Coaching está entre as profissões que mais cresce. Se considerarmos as profissões com possibilidade home-based (que pode ser praticada em casa) o Coaching ocupa o topo desta lista.

O coaching, sem dúvida, tem se tornado caminho obrigatório na trajetória de sucesso das pessoas de destaque.

Certamente você já começou a se encantar com esse Novo Mundo de Coaching, até porque você tem percebido que ele vai te oferecer exatamente o que você precisa, para você alcançar o sucesso que tanto busca.