Segundo especialistas, um erro comum é colocar informações falsas no currículo. “No papel, pode tudo, mas tudo o que é colocado será checado no processo. Se o candidato coloca que tem inglês fluente, essa habilidade será testada em entrevistas com gestores”. Por isso, não adianta mentir, explica Filipe Lopes.